No âmbito do mês do Emprego da JSD Distrital de Lisboa, recebemos um testemunho diverso de representantes da juventude, das empresas e universidades. As iniciativas desenvolvidas trouxeram luz sobre a necessidade de promover a Competitividade do País para estimular o Emprego. Competitividade representa a capacidade das instituições, das políticas adotadas e dos fatores de um País potenciarem a produtividade. Maior produtividade com retorno económico são sinónimos de maior crescimento da economia e do emprego e, consequentemente, da melhoria das condições de vida e bem-estar de todos.

Em Portugal, o crescimento económico resultou sempre de um aumento das exportações e de investimento, e não do consumo interno, sendo este último insuficiente para aumentar a produtividade. Apenas com uma forte dinâmica empresarial e um Estado eficiente é possível impulsionar a competitividade nacional, promovendo a produtividade e, aumentando a empregabilidade.

Temos de Vencer o desafio da digitalização e da inovação, sendo estes os drivers de desenvolvimento que promovem a exportação através dos novos canais digitais. É uma prioridade Diminuir os custos de contexto, libertando capital para investir noutras áreas de crescimento, promovendo a expansão de negócio. Portugal tem de se assumir como um Estado de confiança onde quem quer investir pode confiar num sistema de Justiça célere e eficaz. A burocracia não pode sufocar os mais criativos e aqueles que estão dispostos a lutar pelos seus sonhos, necessitamos, portanto, de Um Estado eficiente.

As famílias portuguesas, com salários baixos e gastos elevados, precisam de meios para garantir oportunidades e o futuro dos seus. É importante valorizar e Reforçar a poupança, para investir no futuro das famílias. É importante captar a atenção dos investidores e aproveitar o potencial de Portugal, temos de criar medidas que garantam Mais e Melhor Investimento.

Com o documento elaborado acreditamos que as medidas defendidas podem potenciar e promover Portugal, levando a um aumento de Competitividade, Empregabilidade e à Garantia do Futuro para todos, em particular para os mais jovens.

Afonso Carrêlo

Coordenador do Gabinete de Economia e Finanças da JSD Distrital de Lisboa