Para assinalar o Dia Internacional da Juventude (12 de Agosto de 2018), a JSD Distrital de Lisboa em conjunto com todas as concelhias do Distrito organizou a campanha #EuParticipo, divulgando a taxa de abstenção de cada um dos concelhos e do círculo eleitoral de Lisboa, como base para uma campanha realizada no Insta Stories da JSD Distrital de Lisboa.

A taxa de abstenção nas últimas eleições legislativas no círculo eleitoral de Lisboa foi de 39.4%, sendo que nos concelhos oscilou entre 35.5% (Oeiras) e 43.4% (Sintra). Estes são números que preocupam a JSD Distrital de Lisboa, mas que ao mesmo tempo, nos motivam para agir com o objetivo de aumentar a participação eleitoral. 

Com o slogan “o futuro do País depende de ti“, utilizámos o nosso Instagram para perceber quais os motivos que levam à abstenção, que iniciativas se podem adotar para uma maior participação eleitoral, questionando também o que deve melhorar nos processos eleitorais e se existe informação suficiente sobre os candidatos. A par destas questões, realizámos duas sondagens relativas ao voto obrigatório e ao voto electrónico. 

A descrença na classe política, nos partidos e nos agentes políticos foi o fator mais referido como razão principal para a abstenção. O sentimento de que voto não tem impacto, que não faz a diferença nas decisões políticas e o desligamento – em particular dos mais jovens – face à realidade do país e ao mundo político foram outros dos fatores referidos. A formação para a cidadania nas escolas, a introdução de incentivos objetivos, o aumento do número de locais de voto e o voto electrónico foram as principais sugestões dos participantes à pergunta “O que farias para diminuir a abstenção?”.

Relativamente ao grau de conhecimento dos candidatos, a maioria dos participantes na campanha #EuParticipo destacou que apenas nas eleições autárquicas existe um maior conhecimento e escrutínio de cada candidato, sendo que nas restantes apenas os eleitores com maior grau de politização procuram conhecer melhor os candidatos. A tecnologia – com a introdução de voto electrónico – e a possibilidade de votar em qualquer ponto do país foram os fatores mais destacados como pontos de melhoria dos processos eleitorais.

Relativamente às duas sondagens efetuadas, 61% dos participantes concordou com o voto obrigatório e 84% demonstrou-se favorável ao voto electrónico. 

A JSD Distrital de Lisboa agradece a todos os que participaram nesta campanha, quer através da nossa comunicação quer através da comunicação das 10 Concelhias do Distrito de Lisboa (Amadora, Azambuja, Cascais, Lisboa, Loures, Mafra, Odivelas, Oeiras, Sintra e Vila Franca de Xira). Com base nesta campanha e nos inputs recebidos ao longo do Dia Internacional da Juventude, a JSD Distrital de Lisboa continuará o trabalho de fomentar a participação eleitoral e da sensibilização para a contribuição de cada um no futuro do nosso país.