A JSD Distrital de Lisboa formalizou hoje uma parceria com a Comunidade Vida e Paz denominada “BORA – Busca Organizada de Roupa e Alimentos” com o objetivo de organizar uma recolha permanente de roupa e alimentos na sede Distrital para ajudar a população sem-abrigo.

A parceria que partiu da iniciativa da JSD Distrital de Lisboa visa “ajudar permanentemente quem precisa com urgência de bens essenciais, através da parceria com uma organização de reconhecido mérito e trabalho social, como é o caso da Comunidade Vida e Paz, que contactámos e que acolheu de forma muito positiva a nossa ideia”, refere Alexandre Poço, Presidente da JSD Distrital de Lisboa.

As juventudes partidárias e os partidos são parte da comunidade, não vivem alheados, apenas procurando alterar a realidade por decreto ou diploma legal. Devem relacionar-se com as forças vivas da sociedade. O futuro dos partidos e das juventudes partidárias também está neste tipo de relações e parcerias, sendo que a dimensão de responsabilidade social deve ser um dos pilares da sua ação”, defende Alexandre Poço.

A parceria foi assinada hoje na sede da Comunidade Vida e Paz, sendo que a partir do dia de hoje existirá na sede Distrital de Lisboa da JSD e do PSD, um espaço próprio criado para a ‘BORA – Busca Organizada de Roupa e Alimentos’. A sede localiza-se na Praça São João Bosco, nº 3 B, em Campo de Ourique, Lisboa.

Iremos apelar a todos, quer sejam militantes da JSD e do PSD ou não, que se juntem a esta ‘busca organizada’, com o objetivo de dinamizar um grande ponto de recolha que será depois totalmente entregue à Comunidade Vida e Paz”, refere o dirigente da JSD.

Henrique Joaquim, Director-Geral da Comunidade Vida e Paz congratula-se “por poder estabelecer esta parceria que permite ter mais possibilidades de ajudar as pessoas que mais necessitam, mas ao mesmo tempo poder contribuir para a sensibilização social, em concreto da Juventude Social Democrata. Assim reconstruímos mutuamente os nossos sentidos de vida.”

Os bens angariados pela parceria serão distribuídos pelas Equipas de Rua, que contactam em média, por dia, com 450 pessoas em situação de sem-abrigo e pelas Comunidades Terapêuticas e de Inserção da instituição, onde se encontram mais de 200 pessoas a prosseguir um programa de recuperação terapêutico e de inserção.

JSD Distrital de Lisboa

Lisboa, 20 de Fevereiro de 2018