Após a aprovação em Congresso Distrital da moção “Formar para Salvar”, da companheira Matilde Carvalho, acerca do ensino de Suporte Básico de Vida, a JSD Distrital de Lisboa enviou à Presidente da Juventude Social Democrata, Margarida Balseiro Lopes, e aos restantes deputados da JSD um projeto de resolução a recomendar ao governo o ensino do Suporte Básico de Vida (SBV) nas escolas. O Partido Social Democrata dá hoje entrada no Parlamento a esta mesma recomendação para sua discussão.

O Gabinete de Cidadania da JSD Distrital de Lisboa realça nesta recomendação que em Portugal, a taxa de sobrevivência da morte súbita cardíaca é muita baixa (menos de 3%), sobretudo em comparação com outros países europeus, onde a média de sobrevivência alcança os 20% ou 30%. A aposta no empowerment e literacia em saúde dos cidadãos desde idade jovem com SBV impacta em vidas salvas por desenvolver a capacidade de perceção e intervenção numa situação de emergência com prestação de primeiros socorros. 

Assim, a JSD Distrital de Lisboa recomenda:

A recomendação ao Governo sobre o ensino de SBV nas escolas pode ser consultada aqui.